Premium

Carros TVDE deixam cidades à beira da rutura

Carros TVDE deixam cidades à beira da rutura

Número de empresas disparou em todo o país. Destaque para Lisboa, Porto, Setúbal e Faro. Já há quase tantos motoristas como taxistas.

Sem contingente previsto na lei, o número de empresas e motoristas de TVDE (transporte individual e remunerado de passageiros em veículos descaracterizados a partir de plataforma eletrónica) a operar em Portugal disparou. Num universo de oito plataformas disponíveis, existem atualmente 6672 empresas e os motoristas já são mais de 21 mil - quase tantos quanto os taxistas (25 834). O distrito com mais firmas registadas é Lisboa, que já soma 3873. O Porto fica em segundo lugar, com 1078. Seguem-se Setúbal com 816, e Faro com 512. O fenómeno está a levar as cidades à rutura, transformando-as em "selvas" e acabando por "matar o negócio".

Quem o diz é Nuno Lima, 33 anos, porta-voz do Sindicato de Motoristas de TVDE no Porto. Isto porque "há mais carros a circular do que pedidos [de viagem]", o que diminui a rentabilidade do negócio e contribui para a decadência da qualidade do serviço. Além de considerar que a lei "foi feita em cima do joelho", Nuno Lima vê a falta de restrição quanto ao número de carros por empresa como a principal falha.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG