Exclusivo

Cartão de ajuda alimentar da Cruz Vermelha em perigo por falta de donativos

Cartão de ajuda alimentar da Cruz Vermelha em perigo por falta de donativos

Programa beneficiou 3588 pessoas desde que foi criado em abril do ano passado. Já foi gasto 70% do total de mais de um milhão de euros angariados.

O programa "Cartão Dá" da Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) não tem um prazo final para terminar, no entanto, a sua continuidade está dependente do valor de donativos e das angariações de fundos. A iniciativa permite a famílias em "situação de privação material" comprar produtos em súper e hipermercados através do pagamento com o cartão solidário, que tem um carregamento mensal. Desde abril do ano passado, 3588 pessoas foram beneficiárias.

A preocupação com a possível insustentabilidade da iniciativa é adiantada por Joana Rodrigues, responsável pela Área Social da Cruz Vermelha, que aponta já ter sido gasto 762 580 euros em saldo até meados de julho. "A nossa preocupação reside na garantia de uma cadência regular de donativos em valor suficiente para manter os apoios prestados e possibilitar novos apoios em continuidade", explica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG