Exclusivo

Cartões sociais só em outubro e para 30 mil pessoas

Cartões sociais só em outubro e para 30 mil pessoas

Dentro de seis meses, o Ministério da Segurança Social deverá atribuir cartões eletrónicos sociais a 30 mil pessoas carenciadas, no âmbito de um projeto piloto. Esta solução já foi adotada pela Cruz Vermelha Portuguesa, junto de 3109 pessoas, há cerca de um ano.

Em declarações anteriores ao JN, o Ministério disse que os cartões irão "coexistir com a modalidade de cabazes alimentares", embora não tenha adiantado em que moldes. Favoráveis à utilização exclusiva de cartões, os assistentes sociais defendem que possibilitarão às pessoas mais carenciadas comprarem aquilo de que mais necessitam e de que mais gostam.

No caso da Cruz Vermelha, os utilizadores dos cartões dão prioridade à compra de carne, peixe, frutas, vegetais e laticínios. E depois a produtos de higiene, para a casa e material escolar. Uma assistente social da instituição em Coimbra, contou ao JN, no início deste mês, que uma família tinha comprado bife de carne de vaca, porque já não comia há muito tempo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG