Exclusivo

Casais ficam 24 horas com os bebés no Pedro Hispano

Casais ficam 24 horas com os bebés no Pedro Hispano

Hospital de Matosinhos permite ao progenitor acompanhar o filho desde o parto até à alta, mesmo em pandemia, e isso atrai mães de fora da região.

Simão e Carolina vieram ao mundo com um dia de diferença, no Hospital Pedro Hispano, em Matosinhos. Ele nasceu de cesariana, ela de parto natural. Do nascimento até à alta, apesar da pandemia, ambos permaneceram sempre junto ao colo do pai e da mãe. Neste hospital, há já seis anos que o progenitor é bem-vindo 24 horas por dia. A covid-19 não alterou as regras. Aliás, a possibilidade de estar acompanhada ao longo de todo o puerpério foi um dos fatores que levou Marta Costa, a mãe do pequeno Simão, a trocar Aveiro, onde vive, por Matosinhos, na hora do parto.

"A minha irmã, que também é de Estarreja, teve o bebé no Pedro Hispano. Tive muito boas referências por parte dela. Além disso, a presença do pai faz uma diferença enorme. Tem múltiplas vantagens para as mães e para os profissionais", contou Marta Costa, de 34 anos, referindo ainda que o facto de o hospital permitir às mães infetadas ficarem ao lado do bebé, também pesou na decisão.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG