Exclusivo Edição Impressa

Casas de férias chegam a estar 35% mais caras

Casas de férias chegam a estar 35% mais caras

Preços recuperam desde 2013 e aceleram este ano. Os melhores negócios são reservados com um ano de antecedência.

O Algarve é o destino de férias da maioria dos portugueses e é em agosto que se concretiza a maior migração para Sul. Este ano, quem não acautelou reserva de alojamento até ao final do primeiro trimestre corre o risco de não ter casa ou ter de pagar mais 20% a 36% pelas férias. Neste verão, também a "económica" Região Centro sobe os preços até 35%.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG