Polémica

Caso "Cigana": PS/Porto retira confiança a eurodeputado

Caso "Cigana": PS/Porto retira confiança a eurodeputado

A Federação do PS Porto retirou, esta sexta-feira, a confiança ao eurodeputado Manuel dos Santos, que no Twitter chamou "cigana" a Luísa Salgueiro, deputada do PS e candidata à presidência da Câmara de Matosinhos. Carlos César, presidente do partido, vai propôr um procedimento disciplinar.

A decisão da Federação, presidida por Manuel Pizarro, surge depois de o líder da concelhia do Porto, Tiago Barbosa Ribeiro, ter exigido a retirada de confiança a Manuel dos Santos.

"Misoginia, racismo e xenofobia. Poucas pessoas conseguiriam tanto em tão pouco, mas é mais uma triste conquista deste eurodeputado eleito nas listas do PS. É uma vergonha para os socialistas. Tem de deixar de o ser", disse Tiago Barbosa Ribeiro, no seu perfil do Facebook. Questionado pelo JN, o deputado do PS reafirmou o seu post e classificou as declarações de Manuel dos Santos de "inaceitáveis".

Também o presidente da delegação socialista em Bruxelas, Carlos Zorrinho, prometeu que vão ser analisadas tais declarações. Não "me atemorizam", retorquiu, entretanto, o eurodeputado na mesma rede social.

Na origem da polémica estão vários tweet de Manuel dos Santos, desde a hora do almoço desta sexta-feira, que, a reboque do processo da Agência Europeia do Medicamento, tiveram como alvo Luísa Salgueiro, apelidada de "cigana".

PUB

"Os deputados socialistas do Porto, votaram a candidatura de Lisboa a sede da Agência Europeia do Medicamento. Uma verdadeira vergonha", disse Manuel dos Santos, que no tweet seguinte clarificou o destinatário dos seus recados: "Entre os deputados socialistas que votaram Lisboa como sede da Agência Europeia do Medicamento, esteve Luisa Salgueiro, dita a cigana".

"Luisa Salgueiro, dita a cigana e não é só pelo aspeto, paga os favores que recebe com votos alinhados com os centralistas", reafirmou.

O presidente da delegação dos eurodeputados socialistas, Carlos Zorrinho, já garantiu no Facebook que o assunto vai ser alvo de discussão em Bruxelas.
"O teor das acusações pessoais será analisada internamente", refere Zorrinho, que chocado considera "lamentáveis" as palavras de Manuel dos Santos.

O JN apurou que Carlos Zorrinho está esta sexta-feira em Malta e que o assunto irá ser analisado na próxima reunião dos eurodeputados do PS, dentro de semana e meia.

As reações dentro do PS estão entretanto a avolumar-se nas redes sociais:

O deputado Porfírio Silva aponta, no Facebook: "Um eurodeputado eleito nas listas do PS que usa o qualificativo "cigana" como insulto, não merecer sequer continuar a ser militante do PS. Seria assim mesmo que o "insulto" não fosse dirigido a uma deputada e a uma dirigente nacional do PS".
João Torres, eleito pelo Porto, alega: "Quando todos os códigos de decência são ultrapassados: não me revejo nesta forma de fazer política, absolutamente repugnante".

Também Idália Serrão, a deputada membro da Mesa da Assembleia da República, e com ascendência cigana, denuncia no Facebook que "é gravíssimo" que Manuel dos Santos "destile um ódio preconceituoso contra cidadãos portugueses que pretende achincalhar".

O presidente da Associação Nacional de Freguesias (Anafre), o socialista Pedro Cegonho, também no Facebook, aponta duas saídas para Manuel dos Santos: "renunciar ao mandato de eurodeputado" e "pedir a sua demissão de militante, por violar a Declaração de Princípios do PS".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG