Nacional

Catarina Martins diz que Passos Coelho "afundou o país"

Catarina Martins diz que Passos Coelho "afundou o país"

A porta-voz nacional do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, acusou, esta quarta-feira, Pedro Passos Coelho de ter "afundado o país". E pediu ao povo português para que, em outubro, "surpreenda a Europa".

"Durante os últimos quatro anos, a cada mês que passou, dez mil pessoas sairam do país. A cada dia que passou, foram destruídos 200 postos de trabalho e, a cada hora, a dívida pública cresceu um milhão de euros. É um retrato avassalador, de um Governo que tudo fez para afundar o país", acusou Catarina Martins, esta quarta-feira, numa reação à entrevista de terça-feira de Pedro Passos Coelho.

Convicta de que a permanência da coligação PSD/CDS no poder apenas servirá para "enterrar" ainda mais o país, até porque, na entrevista, Passos Coelho não apresentou "qualquer ideia para o futuro" e anunciou uma nova descida do IRC ("o imposto sobre o lucro das grandes empresas"), a porta-voz do Bloco de Esquerda (BE) pediu aos portugueses para que, em outubro, "surpreendam o país e a Europa", optando por "defender" as suas vidas e por "viver com dignidade".

"O país precisa de soluções concretas para a vida das pessoas. Não precisa de discursos ocos sobre maiorias", defendeu Catarina Martins, acusando ainda o primeiro-ministro de ter estado "sempre do lado de quem acha que devemos dizer sempre sim à Alemanha". "É uma postura vergonhosa!", classificou, à margem de uma iniciativa de contestação à entrega da gestão da STCP a privados, para rematar: "Não aceitamos que nos tratem como um país de segunda".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG