Nacional

Cavaco pede entendimento que evite uma crise política

Cavaco pede entendimento que evite uma crise política

O Presidente da República classificou hoje, sexta-feira, como "muito grave" a actual situação financeira do país, que não se "compadece com atitudes que levem a uma crise política" e requer um "esforço adicional" para um entendimento sobre o Orçamento. 

"Enquanto Presidente da República tenho obrigação de dizer que a atual situação financeira do país é muito grave e não se compadece com atitudes que levem a uma crise política", afirmou Cavaco Silva, numa declaração no final do Conselho de Estado, que esteve esta tarde reunido.

"Espero convictamente que se chegue a um acordo sobre o Orçamento de Estado", disse o Presidente da República.

Ao contrário de reuniões anteriores, que terminavam em silêncio ou com a leitura de um comunicado, desta vez o próprio presidente da República fez uma declaração, na Sala Dourada do Palácio de Belém.

A reunião do Conselho de Estado começou hoje, sexta-feira, cerca das 17.20 horas, no Palácio de Belém, com 18 dos 19 conselheiros de Estado presentes (faltou Alberto João Jardim), para debater o Orçamento do Estado para 2011 e a situação política.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG