O Jogo ao Vivo

Nacional

Cavaco quer "mobilização nacional" para aumentar produção agrícola

Cavaco quer "mobilização nacional" para aumentar produção agrícola

O Presidente da República, Cavaco Silva, apelou, esta sexta-feira, a uma "mobilização nacional a favor de mais produção" agrícola, que contribua "significativamente" para reduzir a dependência externa do país em matéria de agricultura.

"Precisamos de uma mobilização nacional a favor de mais produção agrícola", disse o Chefe de Estado, garantindo ser necessária a participação dos produtores, consumidores, agentes políticos, cadeias de distribuição e das empresas.

O Presidente da República falava aos jornalistas durante uma visita ao maior produtor nacional de uva de mesa, a Herdade Vale da Rosa, no concelho de Ferreira do Alentejo.

Questionado sobre se o aumento da produção agrícola nacional poderá ajudar as agências de rating a mudar de atitude em relação a Portugal, Cavaco Silva disse não querer "misturar" esse assunto com "as questões agrícolas".

"Terei oportunidade ainda hoje de vos falar dessa questão, que é uma questão da maior importância para a Europa, não é apenas uma questão portuguesa. Mas não quero misturar com as questões agrícolas, que são também de uma grande importância neste momento", frisou.

Preferindo debruçar-se sobre o "projecto inovador" da Herdade Vale da Rosa, Cavaco Silva apontou-o como exemplo das potencialidades do país para aumentar a sua produção agrícola".

"E, dessa forma, contribuir significativamente para a redução da nossa dependência externa e para a redução dos problemas do nosso país", acrescentou.

PUB

Segundo o PR, "cada português pode dar a sua ajuda" para a tal mobilização nacional que é necessária ao país, porque, "quando for à loja, quando for ao supermercado, deve verificar se o produto é ou não é português e deve preferir a produção nacional".

"Num tempo de emergência como aquele que atravessamos, desta forma, cada português pode ajudar a reduzir os nossos desequilíbrios externos", sublinhou.

Portugal, lembrou o Chefe de Estado, "importa centenas de milhares de toneladas de fruta", mas possui "condições climatéricas para produzir muito mais".

"E eu espero que, no futuro, com a preferência dos consumidores nacionais, os nossos agricultores possam produzir mais e colocar" essa produção nas grandes superfícies e nas lojas e "reduzir a nossa dependência externa em produtos agrícolas".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG