Diogo Vasconcelos

Cavaco Silva: Era "um homem genial"

Cavaco Silva: Era "um homem genial"

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, expressou "imensa tristeza pessoal" pela morte de Diogo Vasconcelos, que considerou "um homem genial" e referiu que Portugal "perdeu um grande talento das novas gerações".

"Portugal perdeu um grande talento das novas gerações", declarou Cavaco Silva, considerando que Diogo Vasconcelos era "um homem genial, um pioneiro, um visionário com uma capacidade criativa notável".

Lembrando que Diogo Vasconcelos foi seu assessor, mandatário e "era um amigo", o Chefe de Estado afirmou Vasconcelos estava "na linha avançada da sociedade do conhecimento e das tecnologias da informação".

"Diogo Vasconcelos era um homem do mundo, altamente respeitado internacionalmente pelo seu talento", sublinhou Cavaco Silva, numa declaração aos jornalistas no início de uma visita ao maior produtor português de uvas de mesa, em Ferreira do Alentejo, a Herdade Vale da Rosa.

Cavaco Silva lembrou ainda que Diogo Vasconcelos, "com grande frequência", mandava-lhe artigos e livros sobre os novos rumos da inovação.

"Este é um tempo de imensa tristeza pessoal", disse, lembrando as mortes da deputada Maria José Nogueira Pinto e de Diogo Vasconcelos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG