Autárquicas 2021

CDS diz que está dado o "tiro de partida" para virar o país à Direita

CDS diz que está dado o "tiro de partida" para virar o país à Direita

Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS, disse esta noite que o partido superou todos os objetivos a que se propôs nestas eleições e ainda reclama ter dado um "cartão amarelo" a António Costa para iniciar uma mudança política no país.

O CDS reconquistou, com maioria absoluta, as seis câmaras a que presidia; aumentou "expressivamente" o número de autarcas face a 2017; e Francisco Rodrigues do Santos reclama ter duplicado o número de câmaras a que preside em coligação com o PSD, sete delas capitais de distrito.

"Estes resultados demonstram que o CDS é um partido imprescindível na formação da alternativa e insubstituível para derrubar a Esquerda. É a Direita certa para Portugal", disse, convicto de que ontem se iniciou "um novo ciclo político em Portugal". "Começámos a virar o país à direita com a força do CDS-PP", disse, considerando que estes resultados foram "um primeiro cartão amarelo a António Costa" para a viragem do país . "Estas eleições autárquicas são o tiro de partida", disse.

Francisco Rodrigues dos Santos considerou que o CDS enfrentou "um cenário difícil e inédito na sua história", uma vez que partia do pior resutado de sempre em legislativas e com uma "concorrência como nunca houve no nosso espaço político fruto de partidos emergentes.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG