Viagens

Parlamento vai decidir se chama Governo no caso Galp

Parlamento vai decidir se chama Governo no caso Galp

Os centristas querem que o Governo compareça no Parlamento nos próximos dias, para explicar as viagens de três secretários de Estado ao Euro 2016, em França, pagas pela Galp.

O CDS acredita que comunistas e bloquistas não se irão opor, quarta-feira, na reunião da conferência de líderes, à aprovação de uma reunião de urgência da comissão permanente da Assembleia da República (AR).

O presidente da AR, Ferro Rodrigues, agendou para quarta-feira, às 18 horas, a conferência de líderes, para analisar o pedido do CDS que solicitou uma reunião extraordinária da comissão permanente, que só reuniria a 8 de setembro, antes do fim das férias dos deputados.

Contudo, é preciso que a Esquerda concorde para que essa reunião seja agendada, o que iria obrigar os 38 deputados que compõem este órgão, que fica de plantão durante as férias, a anteciparem uma ida ao Parlamento. Ao JN, o líder parlamentar do CDS, Nuno Magalhães, defendeu que "tem de ser apurado o mais breve possível o que rodeia os convites" aos secretários de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, da Indústria, João Vasconcelos, e da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira.

"Acredito que o Bloco de Esquerda e o PCP considerem que não ficou esclarecido com o anúncio do ministro dos Negócios Estrangeiros de que o valor das viagens será devolvido, e não se oponham ao apuramento de uma oferta de uma empresa que tem um contencioso com o Estado de 100 milhões de euros", disse. Para Magalhães, comunistas e bloquistas "entrariam em contradição amanhã se estivessem contra", quando no passado se "bateram tanto para que muitas outras questões fossem esclarecidas" e quando "até criticaram o comportamento dos três membros do Governo neste caso". Se a comissão permanente reunir será a 16.ª vez que é convocada desde 2006. A queda do BES motivou a última reunião deste órgão, a 7 de agosto de 2015. Em 2013, o órgão foi convocado devido à morte de cinco bombeiros em incêndios florestais.

Os secretários de Estado dos Assuntos Fiscais, Fernando Rocha Andrade, o da Indústria, João Vasconcelos, e o da Internacionalização, Jorge Costa Oliveira, assistiram a jogos da "equipa das quinas" no Europeu França 2016 a convite da Galp.