Nacional

CDS quer saber se Governo vendeu dívida pública a investidores da China

CDS quer saber se Governo vendeu dívida pública a investidores da China

O CDS-PP acusou, esta quarta-feira, o Governo de manter "uma total opacidade" sobre a colocação de dívida pública junto de investidores privados, e exige saber se houve investidores privados da República Popular da China.

O CDS-PP tinha questionado o Governo sobre se "confirma a venda de títulos de dívida pública junto da República Popular da China", qual o montante e "quem foram as entidades adquirentes".

Na resposta, no passado dia 23, o ministério das Finanças "confirma que se realizou recentemente uma operação de colocação de dívida pública junto de investidores que solicitaram o anonimato".

O ministério acrescentou que "é muito frequente que o investidor, como foi o caso, exija confidencialidade na transacção" e "é prática comum respeitar essas condições".

"Várias razões motivam por parte do investidor o pedido de confidencialidade, entre as quais preservar o sigilo quanto às suas capacidades e disponibilidades patrimoniais".

Em declarações à Lusa, o deputado do CDS-PP Ribeiro e Castro considerou que a resposta "é uma violação descarada da Constituição e da lei" porque "significa que o Governo se recusa a clarificar".

"Esta resposta é inaceitável. Diz que os investidores reclamaram o anonimato. Nós conhecemos o segredo de Estado, o segredo de Justiça, mas não conhecemos o anonimato, nomeadamente para a Assembleia da República", afirmou Ribeiro e Castro.

PUB

O deputado disse que vai voltar a questionar o ministério das Finanças sobre as colocações privadas de dívida pública "no último ano".

Para o democrata-cristão, a resposta do Governo "confirma as maiores preocupações do CDS sobre a total opacidade destas operações".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG