CDS-PP

CDS-PP considera que Ferro Rodrigues não começou bem

CDS-PP considera que Ferro Rodrigues não começou bem

O líder parlamentar do CDS-PP, Nuno Magalhães, considerou esta sexta-feira que a eleição do socialista Ferro Rodrigues como presidente da Assembleia da República quebra uma tradição de 40 anos e que o seu mandato "não começou bem".

"No entender do CDS, acabámos de quebrar uma tradição de 40 anos em que o presidente da Assembleia da República sempre emanou da bancada com o maior número de deputados", declarou Nuno Magalhães, após Ferro Rodrigues ter sido eleito e ter discursado pela primeira vez como presidente da Assembleia da República.

Nuno Magalhães, líder parlamentar do CDS-PP eleito na anterior legislatura, cumprimentou "democraticamente" Ferro Rodrigues pela sua eleição, mas disse-lhe, no seu entender, "não começou bem" o mandato, porque não "vestiu o fato de presidente da Assembleia da República" no seu primeiro discurso.

Quanto às anteriores eleições para o cargo de presidente da Assembleia da República, o deputado e dirigente centrista salientou o caso do socialista Jaime Gama, que foi eleito em 2005 e 2009, sem adversários, e mesmo com o PS em minoria obteve muitos mais votos a favor do que o número de deputados do seu partido.

"Talvez isso faça perceber bem a todos a diferença entre cumprir a tradição e quebrar as regras", observou, recebendo palmas do PSD e do CDS-PP.

Após as intervenções das diferentes bancadas, Ferro Rodrigues declarou: "Realmente vivemos tempos novos, tempos diferentes. nem tudo é tão consensual nas palavras como antes".

O socialista acrescentou que "a grande tradição portuguesa que é a Constituição e a democracia foi respeitada neste voto secreto", em que foi eleito com 120 votos, enquanto o candidato apoiado por PSD e CDS-PP, Fernando Negrão, teve 108.

Outras Notícias