Legislativas 2022

"Chicão" faz cocktail para a "prima" Iniciativa Liberal

"Chicão" faz cocktail para a "prima" Iniciativa Liberal

Depois de a "Ceia de Natal da Direita", o CDS publicou, este domingo, um segundo vídeo que está a tornar-se viral nas redes sociais. Desta vez, no âmbito da campanha para as legislativas, o partido optou por partilhar uma receita: "Um cocktail para a prima moderninha".

Numa crítica ao programa da Iniciativa Liberal, o líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, em tom satírico, apresenta uma receita para um cocktail com os ingredientes que considera fazerem falta àquele partido. Começa por condenar a defesa da eutanásia e do aborto, mas também o apoio à regionalização. Para o presidente do CDS, esta serve para "criar mais Estado, mais tachos e mais despesa pública", afirma, enquanto encena uma conversa com a "prima", a Iniciativa Liberal.

O primeiro ingrediente da bebida "para a prima moderninha", demonstra Francisco Rodrigues do Santos, são "duas boas doses de conservadorismo". Servem para manter a agenda bloquista longe da mesa, que "vai da liberalização das drogas leves até à eutanásia, passando inclusivamente pela ideologia de género nas escolas", explica. "Para não falar do cancelamento cultural que os dirigentes do teu partido defendem no Salão Nobre da Assembleia da República com os deputados amigos do Bloco de Esquerda ou ainda da regularização da prostituição", reforça.

Logo depois de garantir que o CDS defende as empresas, uma redução de impostos e que, através da proposta do "cheque-ensino" quer "dar a liberdade às famílias mais pobres de escolher o estabelecimento de ensino onde os seus filhos estudam", Francisco Rodrigues dos Santos chama a atenção para um "ingrediente especial": "uma dose reforçada de sensibilidade social". "Para que tu percebas que o país não é só Lisboa e que o resto não é paisagem", diz Francisco Rodrigues dos Santos à prima. "E também para entenderes de uma vez por todas que há pessoas que não nasceram em berço de ouro", acrescenta.

Depois de "misturar tudo muito bem", o líder do CDS adiciona um corante azul, ao que chama "uma corzinha de direita". "Para teres lugar à mesa, então terás que deixar de te confundir com a extrema-esquerda".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG