Tempo

Chuva continua mas risco meteorológico baixa em todo o país

Chuva continua mas risco meteorológico baixa em todo o país

A chuva vai continuar este domingo por grande parte do país, durante a manhã, mas o risco meteorológico baixou.

"A precipitação vai continuar a ocorrer, mas com menor intensidade", indicou a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), que desde as 0 horas de hoje registou 40 ocorrências relacionadas com o mau tempo. Hoje deverá ser "muito mais calmo", prevendo-se ser um dia para "proceder à limpeza das vias e infraestruturas" afetadas, prevê o comandante Paulo Santos.

De acordo com a previsão do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), a precipitação deve diminuir de frequência e intensidade a partir da tarde, esperando-se granizo e trovoada na região Sul e neve acima dos 800/1000 metros. Prevê-se também, em geral, vento fraco a moderado e uma descida de temperatura, em especial da mínima.

Por causa do mau tempo, e em grande parte devido à agitação marítima, que atinge toda a costa portuguesa, o IPMA colocou hoje sob aviso amarelo 12 dos 18 distritos do continente e seis sob aviso verde (Bragança, Viseu, Vila Real, Santarém, Évora e Portalegre), o nível menos preocupante. Ontem, 13 distritos estavam sob aviso laranja, pelo que o risco meteorológico baixou.

Mais de 800 ocorrências no sábado

As fortes chuvas provocaram durante o dia de sábado, entre as 8 horas e a meia-noite, um total de 828 ocorrências no país (desde inundações a quedas de árvores e estruturas), mais de metade no distrito de Lisboa, disse à agência Lusa Paulo Santos, dando ainda conta de que foram registados "41 movimentos de massas", ou seja, deslizamentos de terras. A maioria das ocorrências ocorreu ao final da tarde.

Na sequência de uma queda de uma árvore de grande porte ao início da tarde, foi necessário cortar a circulação na linha ferroviária no sentido Lisboa-Cascais. A linha esteve encerrada durante cerca de nove horas e foi reaberta durante a noite.

PUB

Outra das ocorrências registadas durante a tarde resultou de uma barreira que soterrou um posto de transformação da EDP na Nazaré, provocando um corte temporário de energia. Também a queda de neve nas terras altas justificou o encerramento de algumas das estradas de acesso ao maciço central da Serra da Estrela. Foi interrompida a circulação em várias estradas devido à inundação das vias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG