Proteção Civil

Cinco distritos em alerta laranja a partir de sábado devido a risco de incêndio

Cinco distritos em alerta laranja a partir de sábado devido a risco de incêndio

A Proteção Civil colocou cinco distritos do interior norte, centro e sul em alerta laranja no próximo fim de semana, entre 14 e 16 de agosto, devido ao risco de incêndio potenciado pelas condições meteorológicas previstas.

De acordo com informação prestada à Lusa pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), os distritos de Bragança, Castelo Branco, Guarda, Portalegre e Faro entram em alerta laranja às 0 horas de 14 de agosto e assim permanecem até às 23.59 horas de dia 16.

Os distritos da Guarda e Castelo Branco passam a estar em alerta amarelo já a partir das 0 horas de 12 de agosto.

A partir da meia-noite de 13 de agosto juntam-se a este nível de alerta os distritos de Beja, Bragança, Coimbra, Évora, Faro, Leiria, Lisboa, Portalegre, Santarém, Setúbal, Vila Real e Viseu, uma situação que se prolonga até às 23.59 jpras de 16 de agosto.

Segundo a informação da ANEPC, "devido ao elevado risco de incêndio", a Proteção Civil determinou um reforço de meios e um pré-posicionamento nas regiões do Algarve, Centro e Norte.

O Grupo de Reforço para Incêndios Florestais (GRIF) do Porto está pré-posicionado em Macedo de Cavaleiros; o GRIF I de Lisboa em Mangualde; o Grupo de Reforço para Ataque Ampliado (GRUATA) I de Lisboa em Castelo Branco; e o GRUATA II de Lisboa em Quarteira.

Quanto às equipas da força especial de proteção civil, há um pré-posicionamento da equipa de combate a incêndios em Barranco do Velho, Faro; e da equipa de análise e uso do fogo na Base de Apoio Logístico de Quarteira.

PUB

Devido à subida de temperatura esperada para os próximos dias e a condições favoráveis à ocorrência e propagação de incêndios florestais, a ANEPC emitiu um aviso à população recordando que no período crítico de risco de incêndio, até 30 de setembro, vigora um conjunto de proibições, nomeadamente queimadas e queimas sem autorização, o uso de alguma maquinaria agrícola ou o uso de fogo para cozinhar em espaços rurais em locais não autorizados, para além da proibição de fumar ou fazer lume em espaços florestais.

O primeiro-ministro, António Costa, apelou, esta quarta-feira, para que os portugueses tenham "cuidados acrescidos" na prevenção de incêndios, numa altura em que a meteorologia indica "que os próximos dias serão dias de riscos acrescidos".

Na terça-feira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) indicou que os valores da temperatura máxima em Portugal continental vão subir até ao próximo fim de semana, quando devem ultrapassar os 40 graus em algumas regiões do interior, esperando-se também ao longo da semana um agravamento do risco de incêndio.

O IPMA espera que as temperaturas mais elevadas sejam registadas no interior norte e centro, assim como no interior do Alentejo e em alguns locais do Algarve. Para o litoral norte e centro é esperada uma subida de temperatura a partir de sexta-feira.

A partir das 12 horas de quarta-feira e até às 12 horas de sexta-feira há sete distritos que vão estar sob aviso amarelo devido ao calor: Vila Real, Bragança, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja.

Os valores de temperatura elevados devem manter-se até domingo esperando-se que as temperaturas comecem a descer na segunda-feira, dia 16, mas com grande parte do território ainda com valores de temperatura máxima acima dos 30 graus e as regiões do interior de Castelo Branco e do Alentejo com temperaturas máximas acima dos 36 graus.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG