Acidente em Espanha

Comboio devia seguir em excesso de velocidade

Comboio devia seguir em excesso de velocidade

Quatro pessoas morreram, esta sexta-feira, na sequência do descarrilamento de um comboio internacional de passageiros que faz a ligação entre Vigo e o Porto.

Entre as vítimas mortais, conta-se um português, o maquinista, Arnaldo Moreira, de 47 anos, dois espanhóis, trabalhadores da Renfe, sendo um deles o revisor, e ainda um americano. Tudo indica que o maquinista terá entrado em excesso de velocidade numa zona em obras na linha - onde o comboio seria desviado para uma secundária - sendo apontados dois possíveis motivos para Arnaldo Moreira não saber da sua existência: ou o sistema de navegação avariou ou estava desligado.

Aliás, testemunhas no local deram conta de "travagens" durante a viagem e um passageiro admite que o comboio seguia a alta velocidade.

Ler mais na versão e-paper ou na edição impressa

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG