Exclusivo

Comissão para avaliar fogos não quer perseguir culpados

Comissão para avaliar fogos não quer perseguir culpados

A Comissão Nacional para a Gestão Integrada de Fogos Rurais, que aguarda um despacho do Ministério da Administração Interna para começar a avaliar os grandes incêndios, não pretende "perseguir culpados", mas sim apontar melhorias, assegura Tiago Oliveira, presidente da Associação de Gestão de Fogos Rurais (AGIF). Vão ser analisados fogos com mais de 72 horas ou 500 hectares para apontar melhorias. Resultados serão divulgados em outubro.

Tiago Oliveira, presidente da Associação de Gestão de Fogos Rurais (AGIF), que lidera aquela comissão, diz que haverá uma equipa de Lições Aprendidas que se irá debruçar sobre todos os fogos que durarem mais de 72 horas ou consumirem mais de 500 hectares.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG