Exclusivo

Companhias aéreas recusam Beja ou Porto como alternativa

Companhias aéreas recusam Beja ou Porto como alternativa

Dezenas de voos são cancelados, por dia, no aeroporto de Lisboa, deixando milhares de passageiros em desespero, mas as companhias aéreas não encaram Beja ou o Porto como alternativa. Com mais 500% de passageiros em Portugal e mais 1000% na Europa até abril, as companhias que despediram pessoal durante a pandemia não esperavam a recuperação tão rápida que obrigou a ANA - Aeroportos de Portugal a reforçar meios, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras a reforçar pessoal e a NAV - Navegação Aérea de Portugal a negociar espaço aéreo com os militares.

A International Air Transport Association (IATA) previa a recuperação do tráfego aéreo apenas em 2024, mas agora estima que sejam atingidos 83% dos passageiros de 2019 ainda este ano. "Ninguém previu isto", dizia o ministro das Infraestruturas, esta semana, no Parlamento, justificando a vaga de cancelamentos da TAP na Portela no último mês. Além disso, apontou, "vivemos um problema conjuntural que afeta toda a Europa e todo o mundo".

Mais de 15 mil voos serão cancelados na Europa este verão, segundo consultoras especializadas: dois mil na Lufthansa, 10300 da British Airways, 10 a 20 voos por dia na KLM, entre outras. Na TAP, contabilizamos uma média de 20 voos cancelados por dia em Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG