Educação

Competências sócio-emocionais são "basilares" para "uma escola plena"

Competências sócio-emocionais são "basilares" para "uma escola plena"

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, considerou, este sábado, que as competências socioemocionais são "capacidades basilares para o sucesso académico, para o bem-estar dos cidadãos que estão nas escolas, mas também para o entendimento da construção de uma escola plena".

O responsável pela pasta da Educação falava na decorrer da iniciativa Academias Gulbenkian do Conhecimento | Gulbenkian Education Summit. Trata-se de um programa que visa promover a adaptabilidade, comunicação, criatividade, pensamento crítico, resiliência, resolução de problemas e autorregulação, sete competências sociais e emocionais chave em crianças e jovens, para ajudar a preparar o futuro.

Nos últimos 3 anos foi construída uma rede com uma centena de projetos inovadores em todo o país, envolvendo mais de 50 mil crianças e jovens até aos 25 anos.

Tiago Brandão Rodrigues lembrou a pandemia que atravessamos para sublinhar que redes como esta podem ser "um pilarete importante na educação formal". Antes explicara que a "estratégia" para a escola não pode aportar apenas "aquele conhecimento clássico, como tantas vezes faz parte dos pilares que a sociedade quer construir". Se nos esquecermos de construir outros "pilaretes", como as competências socioemocionais, "essa civilização vai ao charco. Se não for daqui a 100 anos, será daqui a mil anos".

Esse entendimento é importante para que projetos como este da Gulbenkian "possam chegar às escolas" e para que competências como a "criatividade, a cooperação" e outras "possam ser verdadeiramente reconhecidas por todos".

No discurso, o ministro realçou que iniciativas como a da Gulbenkian permitem "catalisar tudo aquilo que as escolas sonharam". "Ouvimos os educadores dizer, já há muito tempo, que pensar um sistema educativo onde o pensamento crítico, a comunicação, o trabalho de grupo, a superação da frustração, a adaptação à mudança, a resolução de problemas complexos, é absolutamente vital para que cada uma das nossas crianças tenha prazer em estar na escola, entenda que a sua vida é única e dentro da escola é valorizada".

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG