Nacional

Conselheiro de Cavaco apoia Passos

Conselheiro de Cavaco apoia Passos

Equipa de Pedro Passos Coelho conta com especialistas em várias áreas científicas e políticas. Carlos Blanco de Morais foi "recrutado" na Casa Civil de Cavaco Silva. Trata-se de um destacado conselheiro jurídico conhecido pelas opiniões políticas conservadoras.

A equipa de coordenação da moção de estratégia de Pedro Passos Coelho foi ontem divulgada e entre os nomes destaca-se o consultor do presidente da República para os Assuntos Jurídicos e Constitucionais.

Carlos Blanco de Morais foi considerado um importante teórico do neo-conservadorismo nos meios universitários, juntamente com João Carlos Espada, também conselheiro em Belém, após a eleição presidencial de George W. Bush nos Estados Unidos.

Blanco de Morais ascendeu à Casa Civil de Cavaco Silva depois de ter colaborado com Paulo Teixeira Pinto durante o cavaquismo e tem desempenhado um papel relevante na apreciação de importantes diplomas do Governo que justificaram vetos presidenciais.

Blanco de Morais assume-se como "conservador musculado" e já manifestou opiniões polémicas sobre a legislação para integrar imigrantes e, recentemente, sobre os casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Criticou o "relativismo" dos seus defensores nestes termos: "hoje casamentos gay, amanhã as adopções de crianças por casais homossexuais e um dia, quem sabe, uniões entre humanos e extraterrestres".

Todos os nomes

A equipa de trabalho da moção será coordenada por António Nogueira Leite e conta com a participação de uma dezena de personalidades da chamada "sociedade civil". Vão ajudar a construir o documento que Passos Coelho levará ao congresso do PSD, nos dias 13 e 14 de Março.

PUB

No meio académico, destacam-se quatro nomes. Emídio Gomes, especialista em biomédicas e pró-reitor da Universidade do Porto; José Manuel Canavarro, pró-reitor da Universidade de Coimbra e ex-secretário de Estado da Educação; Norberto Pires, especialista em Engenharia Física pela Universidade de Coimbra e responsável pelo laboratório de Robótica Industrial; Rui Nunes, director do Serviço de Bioética e Ética Médica da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto e ex-presidente do conselho directivo da Entidade Reguladora da Saúde.

Entre os especialistas jurídicos com filiação no PSD, Passos Coelho vai contar com Assunção Esteves e Rita Marques Guedes. A primeira, tem sido apontada como uma esperança do PSD por Marcelo Rebelo de Sousa; a segunda, chefiou o gabinete de Nuno Morais Sarmento durante o barrosismo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG