FMI

Constâncio diz que "é muito provável" que Portugal seja o último país a receber apoio

Constâncio diz que "é muito provável" que Portugal seja o último país a receber apoio

O vice-governador do Banco Central Europeu, o português Vítor Constâncio, afirmou este sábado que "é muito provável" que Portugal seja o último país a beneficiar da ajuda financeira das autoridades europeias e do FMI.

A informação é avançada pela agência financeira Bloomberg, que indica que Constâncio falava durante uma entrevista concedida em Nova Iorque, tendo referido que "espera" que os mercados apreciem os esforços europeus para apoiar os países em dificuldades.

Constâncio afirmou que "tem grande esperança" que a situação do mercado estabilize, recusando-se a comentar as matérias relacionadas com um eventual apoio ao sector bancário.

O vice-governador do Banco Central Europeu (BCE) disse também que as medidas extraordinárias que estão a ser tomadas para travar a crise da dívida europeia são "temporárias".

Outras Notícias