Exclusivo

Constitucional e nova maternidade agitam luta PS/PSD em Coimbra

Constitucional e nova maternidade agitam luta PS/PSD em Coimbra

Sociais-democratas pedem que PS "honre a palavra" na votação final global do projeto de lei que visa mudar tribunal. Rio fale em "desplante" por Costa anunciar obra prometida desde 2015.

A luta entre o PS e PSD pela Câmara de Coimbra ultrapassou as fronteiras locais e ganhou contornos nacionais com a troca de acusações entre António Costa, primeiro-ministro e secretário-geral do PS, e Rui Rio, líder do PSD. Depois da intenção do PSD de levar o Tribunal Constitucional (TC) para a cidade dos estudantes - que o PS admite estudar -, ontem foi o anúncio de Costa de que "três semanas" após as eleições arranca a nova maternidade (prometida desde 2015) a tirar Rui Rio do sério.

"Macacos me mordam se isto é verdade", disse o líder do PSD em Portalegre, acusando Costa de "desplante e descaramento" e de andar pelo país a promover autarcas do PS, acenando com os "milhões" do PRR.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG