O Jogo ao Vivo

Educação

Cooperativa de Ensino Ancorensis anuncia encerramento

Cooperativa de Ensino Ancorensis anuncia encerramento

A cooperativa de ensino Ancorensis de Vila Praia de Âncora anunciou, esta terça-feira, o despedimento coletivo de todo o seu pessoal docente e não docente e que não irá funcionar no próximo ano letivo.

Num comunicado enviado aos pais e encarregados de educação, a direção da escola, uma das que recentemente perdeu contratos de associação, informa "que, na sequência da decisão tomada pelo Ministério da Educação de não autorizar a abertura de turmas de 7.º e 10.º anos de escolaridade a partir do ano letivo2016/2017", a Ancorensis terá ficado "em situação económica difícil e sem possibilidades de prosseguir a atividade de ensino".

E acrescentou que "pese embora todos os alertas e apelos dirigidos ao Ministério da Educação os quais não foram atendidos, a Assembleia Geral da Ancorensis deliberou, ontem, dia 29 de agosto, proceder ao despedimento coletivo de todo o pessoal docente e não docente e não arrancar com o ano letivo 2016/2017".

Apesar dos cortes, a escola tinha ainda garantidos para o ano letivo 2016/2017, contratos para os 8º, 9º, 11º e 12º anos, através de uma transferência do Estado de "cerca de 900 mil euros".

Entretanto, o Ministério da Educação afirmou que está a acompanhar a situação da Ancorensis e que estão garantidas vagas para os alunos daquele estabelecimento de ensino nas escolas públicas locais.

"O Ministério da Educação informa que está a acompanhar a situação de perto, através da Direção de Serviços de Educação da Região Norte, em articulação com o município e já garantiu a existência de vagas no Agrupamento de Escolas Sidónio Pais do município de Caminha" para os alunos daquela cooperativa de ensino, refere, em comunicado, o Ministério da Educação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG