Nacional

Corrigidos resultados das eleições Presidenciais

Corrigidos resultados das eleições Presidenciais

O Tribunal Constitucional corrigiu a acta de apuramento geral de 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro, relativa às eleições presidenciais de 23 de Janeiro, depois de terem sido detectados erros e incorrecções no processo.

Assim, de acordo com uma nota publicada no site do Tribunal Constitucional (TC) "a Assembleia de apuramento geral da eleição presidencial de 23 de Janeiro de 2011 convocada para hoje para apurar a eventual necessidade de corrigir os números constantes da acta de apuramento geral de 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro últimos deliberou que devem ser corrigidos os números constantes da acta de apuramento geral de 31 de Janeiro e 1 de Fevereiro últimos".

De acordo com a acta de hoje, os inscritos nas eleições presidenciais foram 9.657.312, tendo votado 4.492.453 eleitores. Nas eleições registaram-se 192.127 votos brancos, 85.466 votos nulos e 4.214.860 votos validamente expressos.

Quantos aos candidatos, de acordo com a mesma acta, Cavaco Silva registou 2.231.956 votos, Defensor Moura 67.110 votos, Francisco Lopes 301.017 votos, José Manuel Coelho 189.918, Manuel Alegre 831.838 e Fernando Nobre 593.021.

"A Assembleia constatou por último que estas correcções não se reflectem na determinação do candidato eleito", refere a acta.

O anterior mapa oficial dos resultados das eleições presidenciais tinha sido enviado pela Comissão Nacional de Eleições, que tem a competência de o mandar publicar.

No entanto, após detectar erros e incorrecções, a acta da CNE só foi aprovada com o voto de qualidade do presidente da instituição, obtendo dois votos contra e duas abstenções.

PUB

Quinta-feira no Parlamento, todos os partidos da oposição exigiram esclarecimentos sobre os erros e as discrepâncias detectadas, com o deputado do PCP António Filipe a fazer "um apelo cívico" às entidades competentes para que corrigissem os números.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG