O Jogo ao Vivo

Nacional

Corte de subsídio de Natal "é medida equilibrada", diz cardeal patriarca

Corte de subsídio de Natal "é medida equilibrada", diz cardeal patriarca

O cardeal patriarca de Lisboa, José Policarpo, considerou esta quinta-feira que o corte anunciado pelo Governo no subsídio de Natal é uma medida equilibrada porque não atinge os portugueses com menores rendimentos nem discrimina ninguém.

"Esta proposta tem o cuidado de não atingir as pessoas com rendimento mínimo. Quem recebia muito paga muito e quem recebia pouco paga pouco, não há discriminações", argumentou.

José Policarpo, que falava à agência Lusa à margem da cerimónia de inauguração do novo espaço da Comunidade Vida e Paz, em Chelas, defendeu que os portugueses devem apoiar o novo Governo para que seja possível "recuperar" o país.

"Todos nós devemos estar preparados para as medidas equilibradas que nos forem apresentadas para recuperar Portugal. Temos de colaborar com o Governo para que seja possível cumprir os nossos compromissos externos e possamos pôr Portugal a funcionar com esperança, vitalidade e genica", sublinhou.

O cardeal patriarca de Lisboa referiu ainda que Portugal está numa situação difícil e que os portugueses "não podem pensar só no seu bem e na sua comodidade", mas "devem olhar para a Nação como um todo".

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, anunciou na semana passada que o executivo vai adoptar, apenas este ano, um imposto extraordinário em sede de IRS equivalente a 50% do subsídio de Natal, no excedente do salário mínimo nacional.