OE2022

Costa sinaliza apoios às empresas no lançamento de investimento de 25 milhões em Viana

Costa sinaliza apoios às empresas no lançamento de investimento de 25 milhões em Viana

Em dia de entrega da proposta do Orçamento de Estado (OE) para 2022 na Assembleia da República (AR), o Primeiro-Ministro, António Costa, pegou na pá e cimentou os alicerces de um novo investimento na industria automóvel de 25 milhões de euros em Viana do Castelo.

Numa cerimónia de lançamento da primeira pedra da nova fábrica de motores para veículos elétricos da BorgWarner, Costa sinalizou os apoios disponíveis para investimento e recuperação das empresas portuguesas: sete mil milhões de euros do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), estabilização em 2022 do mercado regulado da eletricidade e o já anunciado novo incentivo fiscal à recuperação empresarial previsto no próximo OE.

"O Orçamento de Estado que vai ser hoje apresentado na Assembleia da República, prevê um novo incentivo fiscal à recuperação de forma a dar um apoio suplementar às empresas para poderem investir e um forte incentivo para que invistam no sentido da recuperação e da sua capitalização", declarou o Primeiro-Ministro em Viana do Castelo, considerando o novo investimento (o 3º) da BorgWarner "um sinal de confiança no futuro da economia portuguesa". "Essa é uma mensagem importante numa fase em que há enormes fatores de incerteza à escala global", afirmou, destacando a evolução positiva de Portugal no que toca à atração de novas empresas. "Hoje sabemos que o primeiro semestre deste ano fixou um novo máximo histórico de investimento empresarial no nosso país e tudo indica que 2021 será um novo marco, um novo máximo de investimento direto estrangeiro no nosso país", disse.

O novo investimento da BorgWarner em Viana do Castelo criará cerca de 300 posto de trabalho. O primeiro avançou em 2014, com previsão de criação de 650 novos postos de trabalho, mas em 2019 expandiu as suas instalações, investindo mais cinco milhões de euros, e hoje emprega cerca de mil trabalhadores.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG