BPI

Costa confia no cumprimento de determinações da supervisão mesmo sem acordo

Costa confia no cumprimento de determinações da supervisão mesmo sem acordo

O primeiro-ministro disse este domingo confiar que, mesmo sem acordo, a administração do BPI e os seus principais acionistas possam cumprir as determinações das entidades de supervisão europeias sem sobressaltos para o banco ou perturbação do sistema financeiro nacional.

"Confio que mesmo sem este acordo estejam criadas condições para que a administração do BPI e os seus principais acionistas possam tomar as decisões adequadas a poderem dar cumprimento às determinações das entidades de supervisão europeias sem grandes sobressaltos para a própria instituição e sem nenhum sobressalto ou perturbação do sistema financeiro nacional", afirmou o primeiro-ministro, António Costa, em declarações aos jornalistas no aeroporto, antes de partir para Paris.

A administração do Banco BPI anunciou hoje que a Santoro Finance, controlada pela empresária angolana Isabel dos Santos, desrespeitou o acordo que tinha estabelecido com o CaixaBank e que foi anunciado ao mercado, pelo que o mesmo fica sem efeito.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG