Exclusivo

Criadas apenas 20 novas camas de cuidados paliativos em dois anos

Criadas apenas 20 novas camas de cuidados paliativos em dois anos

A rede nacional de cuidados paliativos em Portugal está a crescer, mas ainda de forma lenta. Atualmente, em todo o país, existem 394 camas de internamento, apenas mais 20 do que em 2018. Em dois anos, abriram ainda três novas unidades de internamento. No entanto, há dois distritos que continuam sem esta resposta: Portalegre e Viana do Castelo.

Na data em que se assinala o Dia Mundial dos Cuidados Paliativos, a Associação Nacional de Cuidados Paliativos sublinha que as vagas e os recursos humanos existentes são insuficientes para dar resposta a todos os doentes. Até porque se estima que, no próximo biénio, possa haver mais de 75 mil pessoas a necessitar destes cuidados.

A associação alerta ainda que utentes em fim de vida ou com doenças incuráveis sem acesso a uma equipa de paliativos podem ser sinónimo de "sofrimento não prevenido e não tratado".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG