Aveiro

Criado primeiro Centro de Competências para os Media

Criado primeiro Centro de Competências para os Media

O Aveiro Media Competence Center, o primeiro centro europeu para competências da Comunicação Social, foi apresentado esta quinta-feira, no Dia Nacional da Imprensa, na Universidade de Aveiro (UA).

O novo centro envolve a Associação Portuguesa de Imprensa (APImprensa), a UA e o Parque de Ciência e Inovação, tendo também o apoio do Google. Começa a funcionar até março e vai ficar sediado no Parque de Ciência e Inovação (PCI).

Segundo João Palmeiro, presidente da APImprensa, será um "ponto central na União Europeia para a conceção e implementação de cursos de formação e projetos de implantação de tecnologia de curto prazo, com o objetivo de promover um jornalismo de alta qualidade alavancado por ecossistemas digitais". Numa primeira fase, o "foco será em editoras locais de países europeus".

O presidente da APImprensa considera que os "media, em especial o setor da imprensa tanto em Portugal como na Europa, enfrentam três desafios digitais: a acessibilidade dos leitores e utilizadores, o algoritmo (inteligência artificial) e os conteúdos". Desafios que "exigem novas e inovadoras competências, a gestão dos novos modelos de negócio e o empreendedorismo indispensável ao seu êxito".

"Atualmente lidamos com um dilúvio de informação e de desinformação", sendo necessário debelar as "fake news" e "proporcionar condições para a transição digital dos media, sobretudo da imprensa local", destacou o reitor da Universidade de Aveiro, Paulo Jorge Ferreira.

Pedro Almeida, diretor do PCI, considerou que a criação do centro é um "passo importante para um dos grandes desafios da atualidade", a transição digital. Bernardo Correia, responsável da Google em Portugal, justificou o apoio referindo que vai de encontro com a missão dq Google, que quer "dar conteúdos de qualidade" e contribuir para uma "sociedade mais sustentável".

Vera Jourová, vice-presidente da Comissão Europeia, uma das várias personalidades que enviaram mensagens em vídeo, congratulou-se com a criação do primeiro centro do género na União Europeia. Já o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que através deste centro será possível "a valorização da Comunicação Social e a sua preparação para o futuro". Também a democracia sairá reforçada, já que o jornalismo é um "elemento estrutural da democracia", realçou o Secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, Nuno Artur Silva.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG