O Jogo ao Vivo

Exclusivo Edição Impressa

Crimes de fogo posto quase não dão cadeia

Crimes de fogo posto quase não dão cadeia

Só 3% dos inquéritos não acabam arquivados e, em cinco anos, apenas 48 incendiários foram condenados a prisão efetiva.

Quase todos (97%) os inquéritos abertos pelo crime de incêndio florestal acabam arquivados. E, nos casos em que chega a haver acusação e julgamento, poucos incendiários são condenados a penas de prisão efetivas. A dificuldade em chegar à autoria dos fogos e o facto de os incendiários atuarem sozinhos são algumas das razões que, segundo a Polícia Judiciária (PJ), explicam o número elevado de arquivamentos.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui