Programa de Estabilidade

Cristas aplaude PSD por ter "clarificado" posição

Cristas aplaude PSD por ter "clarificado" posição

A presidente do CDS admitiu, esta quinta-feira, estar "satisfeita" com a decisão do PSD de votar a favor, esta sexta-feira no Parlamento, a iniciativa centrista que pede o chumbo do Programa de Estabilidade.

Para Assunção Cristas, é momento de cada força política "clarificar" a sua posição sobre o plano, aplaudindo o facto de os social-democratas terem anunciado estarem ao lado dos centristas.

"Creio que todos ganham em clarificar as suas posições. Fico satisfeita em ver que o PSD, como disse desde a primeira hora, também é contra este Programa de Estabilidade", disse a líder do CDS, em Lisboa, à margem de uma visita a um hostel em plena baixa da cidade.

A reação de Cristas surge horas após o PSD ter revelado, durante o debate parlamentar sobre o PE, que iria votar favoravelmente o projeto de resolução centrista, onde se pede o chumbo do plano de Estabilidade e a reformulação do Programa Nacional de Reformas (PNR).

Mas o antigo parceiro governamental do CDS levou quase uma semana a anunciar o seu sentido de voto - tendo em conta que não estava interessado na votação dos dois documentos que têm de ser enviados para Bruxelas, pelo Executivo de António Costa, até sábado.

Cristas defendeu ainda que o projeto de resolução do CDS vai "obrigar [os partidos da Esquerda] a clarificar quem está com o Governo".

Se o PE é um documento onde o país se compromete com determinada meta orçamental e financeira, já o PNR estabelece as áreas e projetos onde serão, até 2020, investidos cerca de 25 mil milhões de euros de fundos comunitários, empréstimos do Banco Europeu de Investimento e participação do Estado.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG