Odemira

Cruz Vermelha faz testagem à população da Longueira-Almograve.

Cruz Vermelha faz testagem à população da Longueira-Almograve.

A Cruz Vermelha Portuguesa (CVP) vai começar na tarde desta segunda-feira a testagem em massa a toda a população, trabalhadores estrangeiros incluídos, da freguesia de Longueira-Almograve, uma das duas que está abrangida pela cerca sanitária, motivada pela pandemia de covid-19.

A freguesia não tem Centro de Testagem nem qualquer farmácia, pelo que os "odemirenses sitiados", como dizem a gracejar, estavam a viver graves problemas para a aquisição de testes rápidos nas farmácias, tendo que recorrer a Vila Nova de Milfontes ou Odemira.

Ao JN, Glória Pacheco, presidente da Junta de Freguesia, revelou que recebeu "uma chamada da Cruz Vermelha a disponibilizar equipas para efetuar os testes, sem custos para a população ou empresas. A junta limita-se a ceder as instalações do Pavilhão Multiusos de Almograve. Os testes vão começar às 16 horas", rematou.

A autarca, que votou favoravelmente a petição da Assembleia Municipal de Odemira a exigir do Governo "o fim da cerca sanitária", justificou que espera que na próxima quinta-feira haja uma avaliação positiva e que "tenhamos ordem de soltura", ironizou.

Na freguesia de São Teotónio, a situação é diferente já que no Parque de Feiras, onde se realiza a FACECO, está instalado um Centro de Testagem e a vila tem farmácia, ainda assim Dário Guerreiro acredita que se vai colocar "fim ao circo. Isto é um circo e não uma cerca", concluiu.

Recorde-se que desde o passado dia 30 de março que as aquelas freguesias do concelho de Odemira estão sobre uma cerca sanitária que proibia a circulação de pessoa de e para esses lugares, e que hoje foi alterado permitindo a circula de pessoas que apresentassem diariamente testes negativos à covid-19, tendo a GNR já barrado a entrada a pelo menos 155 trabalhadores que não apresentaram os respetivos resultados da testagem.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG