Exclusivo

Cursos profissionais com mais saída do que as licenciaturas

Cursos profissionais com mais saída do que as licenciaturas

Estudo da OCDE justifica alto grau de empregabilidade com forte ligação ao mercado de trabalho. Via tradicional de ensino e graus universitários têm desempenho pior.

A taxa de empregabilidade das pessoas entre os 25 e os 34 anos que optaram por um curso profissional era mais elevada do que na dos jovens adultos que frequentaram o ensino regular ou que concluíram uma licenciatura. A conclusão é do estudo "Education at a Glance 2020", da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), apresentado ontem. Para a Associação Nacional de Escolas Profissionais (ANESPO), isso sucede porque dão resposta às necessidades do mercado.

O estudo da OCDE explica que Portugal segue o padrão dos outros países da OCDE, já que 88% das pessoas entre os 25 e os 34 anos com curso profissional ou curso técnico superior profissional estavam a trabalhar. No caso dos jovens adultos com o 12.º ano que escolheram a via de ensino científico-humanístico, 83% estavam integrados no mercado de trabalho. Os licenciados tinham uma taxa de 86%.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG