Exclusivo

Custo da farinha aumenta 10% preço das hóstias

Custo da farinha aumenta 10% preço das hóstias

Cinco pessoas em oficina de Braga fazem milhões de partículas para Europa, América e África.

A escassez e o aumento do preço da farinha levaram a uma subida de 10% no preço das hóstias e das partículas. O agravamento de custo apanhou de surpresa muitas paróquias, que ainda estavam a tentar equilibrar as contas no pós-pandemia. Portugal tem uma oficina com cinco pessoas, uma das poucas no Mundo com autorização do Vaticano para produzir hóstias sem glúten, que abastece a Europa, América do Norte e do Sul e África.

"É mais um aumento" a pesar, reconhece, ao JN, um responsável por uma diocese face ao custo acrescido com hóstias e partículas. "A diferença é que a maioria dos fabricantes de partículas corresponde a instituições que usam o dinheiro para ajudar pessoas carenciadas e que, por isso, têm que fazer muito bem as contas." É assim em Braga. O Instituto Monsenhor Airosa (IMA) produz, anualmente, 25 milhões de hóstias (usadas pelos padres durante a missa) e partículas (menores do que as hóstias e usadas na comunhão) e dá emprego a cinco pessoas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG