O Jogo ao Vivo

Ciberataque à TAP

Dados do presidente da República também foram expostos na net

Dados do presidente da República também foram expostos na net

Alguns dados pessoais do presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, também foram expostos na internet, na sequência do ciberataque aos servidores da TAP. A presidência da República confirmou, ao final da manhã desta sexta-feira, que foram publicados o nome completo, a data de nascimento, a morada e o endereço digital pelo grupo de hackers Ragnar Locker.

Em nota enviada à Imprensa, a Presidência da República sublinha que tomou conhecimento da "fuga de informação de dados privados" por "um cidadão que a eles tivera acesso" e não pela companhia aérea nacional.

"O presidente da República tomou conhecimento da fuga de informação de dados privados, devido a intrusão ilegal de registos da TAP Air Portugal, por um cidadão que a eles tivera acesso", pode ler-se na referida nota. No entanto, das informações publicadas na dark web, apenas o endereço de e-mail não era público. E, na sequência desse alerta, Marcelo Rebelo de Sousa "imediatamente tomou algumas precauções quanto ao único dado que não era generalizadamente conhecido: o endereço digital".

PUB

Face aos restantes dados divulgados, nomeadamente nome completo, data de nascimento e residência, "já existia esse conhecimento", explica a Presidência da República.

O chefe de Estado não foi, no entanto, a única figura pública a ter dados pessoais expostos na internet. De acordo com a notícia do semanário Expresso, publicada esta sexta-feira, também o primeiro-ministro António Costa, o diretor do Serviço de Informações de Segurança (SIS), Adélio Neiva da Cruz, o comandante-geral da GNR, Rui Clero, e o líder do Chega, André Ventura, viram a sua privacidade devassada pelos piratas, para além de deputados e ex-deputados, como Edite Estrela, Jamila Madeira, Joana Mortágua, José Cesário, José Silvano, Paulo Portas, Alexandre Quintanilha ou Susana Amador.

O semanário adianta que, no caso do primeiro-ministro, o grupo de hackers Ragnar Locker publicou uma morada antiga. Já quanto a Neiva da Cruz e a Rui Clero, houve a divulgação da morada de residência, do número de telemóvel e do endereço de e-mail. André Ventura teve o seu número de telemóvel pessoal e endereço digital expostos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG