Exclusivo Edição Impressa

Demissões deixam comando do Exército reduzido a um terço

Demissões deixam comando do Exército reduzido a um terço

Maior crise dos últimos 15 anos. Dois generais-chave batem com a porta a Rovisco Duarte.

O Exército está a viver a "maior crise dos últimos 10 ou 15 anos, se não for ainda mais", adianta ao JN um oficial bem colocado e que está dentro dos problemas das Forças Armadas. Isto na sequência das demissões dos tenentes-generais Antunes Calçada e Faria Menezes, associadas ao caso de Tancos. Nunca, num só dia, dois generais tinham batido com a porta. Até ontem. O que confirma um clima de insatisfação no seio da estrutura militar, de consequências imprevisíveis, visível na forma como ambos os demissionários foram apoiados nas publicações que fizeram no Facebook.

Leia a nossa Edição Impressa ou tenha acesso a todo o conteúdo no seu computador, tablet ou smartphone assinando a versão digital aqui

Outras Notícias