Saúde

Deputados do PS questionam ministra sobre fecho da urgência pediátrica do Garcia de Orta

Deputados do PS questionam ministra sobre fecho da urgência pediátrica do Garcia de Orta

Os deputados do Partido Socialista eleitos pelo distrito de Setúbal questionaram esta segunda-feira a ministra da Saúde sobre o encerramento da urgência pediátrica do Hospital Garcia de Orta no período noturno, exigindo uma "rápida solução" do problema.

Os deputados Ana Catarina Mendes, Eurídice Pereira, Catarina Marcelino, Maria Antónia Almeida Santos, Filipe Pacheco, André Pinotes Batista, Sofia Araújo, Fernando José e Clarisse Campos querem saber qual o plano de contingência que está a ser adotado para "garantir a rápida reposição do normal funcionamento da urgência pediátrica noturna".

Questionam também sobre quais as medidas que estão a ser equacionadas de modo a resolver as "dificuldades estruturais de recrutamento de médicos especialistas em pediatria" no Hospital Garcia de Orta, bem como quais os prazos previstos para a reposição da normalidade naquele serviço.

A deputada e Presidente da Comissão Parlamentar de Saúde, Maria Antónia Almeida Santos, refere, no documento, que o Ministério da Saúde tem apontado "várias soluções para este problema concreto".

Entre as soluções está "a abertura de diversas vagas nos concursos de médicos recém-especialistas, em 2018 e 2019, a autorização para a celebração de três contratos de trabalho para pediatria e a autorização para a celebração de contratos de prestação de serviços para a pediatria, por valores superiores aos de referência".

"No entanto, apesar do esforço, não têm conseguindo suprir as necessidades", refere a deputada.

Já o parlamentar Filipe Pacheco, que acompanha as matérias da saúde no distrito de Setúbal, salienta que é "urgente" encontrar soluções.

"É urgente encontrar medidas de curto prazo que apontem já para a rápida solução deste problema, de forma a que a urgência pediátrica não venha mais a estar encerrada durante certos períodos. Não é possível esperar pela natural e definitiva resolução do problema sem que seja igualmente acautelado o imediato. Entendemos que tem de ser alcançável uma solução no mais curto espaço de tempo", frisa.

Devido à falta de especialistas, a urgência pediátrica daquela unidade hospitalar localizada em Almada começou por fechar todos os fins de semana em outubro, entre o final de sexta-feira e a manhã de segunda-feira. Desde hoje, este serviço passa a estar encerrado diariamente no período noturno, entre 20:00 e as 08:00.