Infarmed

Desapareceram mais de 60 unidades de medicamento para tratamento do VIH

Desapareceram mais de 60 unidades de medicamento para tratamento do VIH

Mais de 60 unidades do medicamento Trvicay 50mg, usado no tratamento de pessoas infetadas com o Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) desapareceram de um distribuidor.

Segundo a Autoridade Nacional do Medicamento, desaparecerem de um distribuidor por grosso de medicamentos de uso humano em Portugal 68 unidades de Tivicacy 50 mg em comprimidos pertencentes ao lote n.º XH2H. O Infarmed garante que estão já em curso ações inspetivas ao circuito do medicamento.

"Atendendo a que não se pode afastar a possibilidade das unidades do lote acima referido serem transacionadas no circuito legal, no caso de se verificar a deteção, cedência ou aquisição de unidades do lote acima mencionado, deverá ser investigada a sua proveniência, nomeadamente se a origem é de um distribuidor autorizado pelo Infarmed, e comunicada a este Instituto qualquer suspeita sobre a autenticidade", acrescenta.

PUB

O Tivicay é indicado, em combinação com outros medicamentos antirretrovíricos, para o tratamento de adultos, adolescentes e crianças com mais de seis anos de idade infetados com VIH.

Entretanto, o Infarmed informou também que o medicamento Emtricitabina + Tenofovir Milan, indicado como profilaxia pré-exposição para reduzir o risco de aquisição da infeção por VIH-1 por via sexual em adultos de elevado risco, obteve autorização para ser utilizado em meio hospitalar.

O uso deste medicamento é restrito aos casais em que um dos elementos é seropositivo e aos casais em que o estado de infeção é desconhecido para ambos os elementos, na população de homens que fazem sexo com homens.

Trata-se do 1.º genérico do medicamento Truvada a ser financiado em profilaxia pré-exposição por VIH-1.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG