O Jogo ao Vivo

Saúde

DGS aconselha vacina do sarampo a partir dos seis meses

DGS aconselha vacina do sarampo a partir dos seis meses

A Direção-Geral da Saúde aconselha a administração da primeira dose da vacina do sarampo entre os seis e os 12 meses, numa orientação aos profissionais de saúde divulgada esta quinta-feira.

A vacina do sarampo está prevista no Plano Nacional de Vacinação (PNV) em duas doses, uma administrada aos 12 meses e outra aos cinco anos.

No entanto, "atendendo à atividade epidémica do sarampo" atual, a Direção-Geral da Saúde (DGS) emitiu esta quinta-feira uma circular informativa com novas orientações, nomeadamente, a recomendação de a vacina "ser administrada a crianças com idade entre os seis e os 12 meses ou, no que se refere à segunda dose, antes dos cinco anos, exclusivamente mediante prescrição médica em suporte de papel, como previsto, em situações especiais, no Programa Nacional de Vacinação".

A antecipação da administração da vacina "deve ser devidamente ponderada pelo médico", sublinha o documento, assinado pelo diretor-geral Francisco George, "tendo em consideração a situação clínica e epidemiológica em cada momento".

A nota esclarece que a vacina administrada "antes dos 12 meses de idade não é considerada válida em termos de calendário vacinal, pelo que a criança (...) deve ser revacinada (VASPR 1) quando atingir os 12 meses, mas respeitando o intervalo mínimo de quatro semanas entre doses".

A DGS indica ainda que a vacina deve estar acessível em todos os pontos de vacinação no país e deve ser administrada sem bloqueios administrativos e sem qualquer pagamento por parte do utente conforme o que está definido no PNV.

No total, foram notificados em Portugal "46 casos de sarampo, dos quais 21 confirmados e 15 em investigação" e "nos restantes 10 casos foi já excluído o diagnóstico de sarampo".

PUB

Em relação aos casos confirmados, a maioria (57%) não apresenta registo de vacinação (12 casos).

Nove dos casos são profissionais de saúde, entre estes dois sem registo de vacinação.

A maioria dos casos ocorreu em adultos com idade superior a 20 anos (13 casos), quatro em crianças com idade inferior a um ano e três casos no grupo etário entre um e quatro anos.

Dos 21 casos confirmados, 13 ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo, sete na região do Algarve e um caso na região norte.

Na quarta-feira, a DGS anunciou a criação de um endereço de correio eletrónico através do qual as escolas podem esclarecer dúvidas relativamente aos casos de sarampo: infosarampo@dgs.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG