Frio

DGS recorda que arejamento das salas de aulas deve ser feito no intervalo

DGS recorda que arejamento das salas de aulas deve ser feito no intervalo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) reiterou esta sexta-feira em comunicado que o arejamento dos espaços nas escolas deve ser feito nos intervalos das aulas. O conselho é feito numa altura em que uma massa de ar frio está a atingir Portugal.

"Face à presente situação meteorológica, quando não existam equipamentos de ventilação mecânica nas salas de aula ou outros espaços utilizados para lecionação, o arejamento pode ser realizado de forma natural durante os intervalos, garantindo a ventilação e renovação do ar interior", escreve a autoridade de saúde pública.

A Direção-Geral de Saúde tinha emitido em julho uma orientação às escolas, devido à pandemia da covid-19, para manter as portas e janelas abertas nas salas de aula, de forma "a permitir uma melhor circulação do ar", "sempre que possível, e que tal não comprometa a segurança das crianças e dos alunos". Contudo, várias notícias nos últimos dias avançavam que, em escolas de todo o país, estudantes e professores estavam a levar mantas, casacos, gorros, cachecóis e luvas para enfrentar as baixas temperaturas.

A Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas e Confederação Nacional das Associações de Pais pediram inclusive esta sexta-feira mais investimento nas obras dos estabelecimentos escolares, de forma a combater o frio.

Desta feita, a DGS repetiu ainda que "é permitida a utilização de ventilação mecânica de ar" para aquecer as turmas, mas os espaços devem continuar a ser arejados de forma natural e, para já, durante os intervalos.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG