O Jogo ao Vivo

Legislativas

Direção do PSD não quer coligação com o CDS-PP

Direção do PSD não quer coligação com o CDS-PP

A Direção do PSD decidiu que não quer uma coligação pré-eleitoral com o CDS-PP nas legislativas. A proposta vai ser submetida no Conselho Nacional na noite desta terça-feira com o argumento que é "mais vantajoso" para o PSD.

A decisão saiu da reunião da Comissão Política Nacional, que terminou poucos minutos antes de se iniciar o Conselho Nacional onde vão ser apreciadas as listas do PSD para as legislativas.

Depois de uma ponderação de quase duas semanas, a Direção do PSD decidiu, esta terça-feira, não fazer uma coligação com o CDS-PP nas legislativas antecipadas de 30 de janeiro

"Foi uma decisão pacífica", garantiu Rui Rio, adiantando que o "entendimento da larga maioria" dos membros da Comissão Politica Nacional foi de que era "mais vantajoso" para o PSD ir sozinho a votos. "O PSD consegue melhor resultado", acrescentou o líder do PSD, não revelando qual foi a sua posição quanto à matéria. Apenas confirmando que informou, de imediato, o líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos.

Com essa decisão esvazia-se da principal polémica que poderia estar em cima da mesa no Conselho Nacional, uma vez que a fação de Paulo Rangel opunha-se terminantemente a um acordo pré-eleitoral com os centristas de Francisco Rodrigues dos Santos.

Sendo assim, o único ponto de divisão poderá ser as listas às legislativas, onde os apoiantes de Paulo Rangel temem um "saneamento" dos críticos internos. Rui Rio nega qualquer "saneamento". "Não há limpeza étnica. Há algumas clarificações", sublinhou o líder do PSD, no final da Comissão Política Nacional.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG