Autárquicas

Do futebol para a política: PSD sonda António Oliveira para Gaia

Do futebol para a política: PSD sonda António Oliveira para Gaia

O antigo selecionador nacional de futebol está na calha para assumir uma candidatura autárquica pelo PSD a um dos concelhos do distrito do Porto nas próximas eleições. Vila Nova de Gaia, sabe o JN, é uma das fortes possibilidades. Ao JN, o secretário-geral do partido não confirma os contactos com António Oliveira, mas admite que seria "um bom candidato".

"Não tenho qualquer dúvida de que seria um bom candidato autárquico num concelho da Área Metropolitana do Porto", assume José Silvano, recordando que o ex-treinador e internacional português "é um militante de há muitos anos do partido, esteve sempre ao lado do presidente Rui Rio, tendo sido um dos seus apoiantes nas últimas diretas".

O JN tentou contactar, sem sucesso, António Oliveira, mas sabe que o técnico já foi sondado pelo partido e manifestou a pessoas próximas a disponibilidade para entrar, pela primeira vez, na corrida a um cargo político.

O processo autárquico no distrito do Porto é um dos dossiês que Rio mais segue de perto - em causa estão duas grandes autarquias do país. A ele caberá a escolha dos candidatos ao Porto e, também, a Gaia.

Questionado sobre a hipótese de António Oliveira poder vir a disputar o lugar do socialista Eduardo Vítor Rodrigues em Gaia, o líder da distrital portuense remete-se ao silêncio. Adianta, no entanto, "já foram aprovados quatro nomes a nível distrital", que aguardam homologação da Direção Nacional, e "está em vias de aprovar mais um".

Os nomes poderão ser anunciados na próxima semana ou na seguinte. Ainda não está definida a data em que será anunciada a próxima lista de candidatos, certo é que, garante José Silvano, "todos estarão confirmados até ao final do mês.

O secretário-geral apresentou ontem 23 novos candidatos e confirmou outros 77 presidentes que podem voltar a concorrer ao lugar. O anúncio apanhou muitos de surpresa, sobretudo atuais autarcas que vieram a público esclarecer que ainda não tinham assumido a recandidatura. Foram os casos do vice-presidente do PSD, Salvador Malheiro (Ovar), de José Ribau Esteves (Aveiro), Benjamim Pereira (Esposende) ou de Paulo Santos (Oleiros).

PUB

José Silva recorda que, em junho passado, a Comissão Política Nacional aprovou uma deliberação que estabelece o princípio de que todos os autarcas eleitos pelo PSD em condições de se recandidatarem teriam luz verde da nacional. "Ficam, desde já, a saber que podem apresentar as candidaturas na hora, no local e no momento que acharem oportuno, que a Direção Nacional homologará", acrescenta, assegurando que a polémica está sanada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG