Exclusivo

Doentes com cancro vão poder fazer quimioterapia em casa

Doentes com cancro vão poder fazer quimioterapia em casa

Coordenador nacional da Hospitalização Domiciliária quer dar "passo arrojado".

Os doentes oncológicos, que perdem horas nos hospitais a fazer quimioterapia endovenosa, podem vir a realizar os tratamentos no conforto das suas casas. É "um passo arrojado", já dado noutros países, e que o coordenador do programa nacional de Hospitalização Domiciliária quer dar em Portugal. Numa altura em que 36 hospitais públicos já internam doentes em casa (só faltam Braga e Beja), num total de mais de 300 por dia, é preciso continuar a crescer, mas também a aumentar a oferta de serviços, defende Delfim Rodrigues. Mas, para isso, há que investir no projeto: as muitas saídas de profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) têm travado a expansão do modelo, alerta a diretora do Serviço de Medicina Interna do Garcia de Orta.

Desafiado pelo JN a olhar para o futuro da hospitalização domiciliária, Delfim Rodrigues acredita que é preciso "apostar em áreas que fazem a diferença na vida das pessoas". Uma delas passa por levar a casa tratamentos realizados em hospital de dia. E já há alguns exemplos no terreno.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG