O Jogo ao Vivo

Covid-19

Dois mortos e 313 infetados por covid em Portugal, 77% em Lisboa

Dois mortos e 313 infetados por covid em Portugal, 77% em Lisboa

Portugal registou mais dois mortos por covid-19, nas últimas 24 horas. Foram registados 313 novos casos de infeção.

Segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde, revelado este sábado, foram registados mais dois óbitos nas últimas 24 horas em Portugal (menos um que na sexta-feira), elevando para 1684 o total de vítimas mortais da covid-19.

Com mais 313 novos casos (menos um que na sexta-feira), 48390 pessoas já foram infetadas com a doença em Portugal desde o início da pandemia.

As duas vítimas mortais, ambas com mais de 80 anos, residiam na Região de Lisboa e Vale do Tejo, que acumulou 77% dos novos casos registados nas últimas 24 horas - 241 do total de 313, mais cinco que os 236 casos que havia registado na sexta-feira.

Registo, ainda, para o aumento do número de casos na Madeira, que com mais dois positivos passou a barreira dos 100 infetados (101 somados) após vários dias com 99 doentes confirmados desde o início da pandemia, mas sem registo de vítimas mortais.

Nos Açores, foi notificado mais um caso de infeção - são agora 153 - mantendo-se estável o número de vítimas mortais (15) desde 12 de maio, há mais de um mês.

PUB

A Região Norte é a segunda com mais casos contabilizados desde que foi identificado o primeiro caso de covid-19 em Portugal, a 2 de março. Com mais 35 casos (menos cinco que na sexta-feira), soma, agora, 18328 infetados. O número de óbito, 827, o mais alto no país, manteve-se inalterado de sexta para sábado.

A Região Centro acumulou mais 14 casos (mais quatro que os 10 de sexta-feira), para um total de 4354 mantendo o mesmo número de vítimas mortais, 251, há vários dias.

No Alentejo, houve um aumento residual do número de infetados, mais quatro, de 623 para 627, depois de uma subida de 19 na sexta-feira e após um mês com muitos casos, devido a um surto em Reguengos de Monsaraz. O número de óbitos (19) não sofre alterações há quatro dias.

No extremo sul, foram contabilizados mais 16 casos positivos de covid-19, com o Algarve a somar, agora, 780 doentes com Sars-CoV2 desde o início da pandemia. O total de óbitos (15) não sofre alterações desde 16 de maio, há um mês e dois dias.

O número de pessoas hospitalizadas aumentou de 447 para 452 (mais cinco), mas baixaram os internamentos em Unidades de Cuidados Intensivos, de 67 para 65 (menos dois).

Mais 363 pessoas recuperaram da doença, com o número de pessoas curadas a ultrapassar os 33 mil (33153, quando na sexta-feira eram 32790).

Por faixas etárias, o maior número de óbitos concentra-se nas pessoas com mais de 80 anos (1.129, mais dois hoje), seguidas das que tinham entre 70 e 79 anos (325), entre 60 e 69 anos (150) e entre 50 e 59 anos (55). Há 20 mortos registados entre os 40 e 49 anos, três entre os 30 e 39 e dois entre os 20 e 29 anos de idade.

Em termos de infetados, os jovens entre os 20 e os 29 anos foram os que registaram um maior aumento de casos em relação a sexta-feira, com 61 novos casos.

Em termos globais, há mais infetados na faixa etária entre 40 e 49 anos (7.998, mais 53 casos do que na sexta-feira), depois entre 30 e 39 anos (7.874, um aumento de 47 casos), 50 a 59 anos (7.397, mais 41), 20 e 29 anos (7.341, mais 61 casos) e mais de 80 anos (5.672, mais 18 do que no dia anterior).

As autoridades de saúde têm sob vigilância 35.113 contactos de pessoas infetadas -- menos 37 do que na sexta-feira - e 1.617 casos aguardam resultado laboratorial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG