O Jogo ao Vivo

Covid-19

Donos de restaurantes exigem alívio das medidas no setor

Donos de restaurantes exigem alívio das medidas no setor

"Parece que estamos esquecidos. Sobrevivemos de uma forma muito complicada", desabafou, nesta tarde de seguda-feira, ao JN, Marco Ferreira, dono de um grupo de restaurantes e que participava numa manifestação, no Porto, na qual era pedida a abolição das limitações no setor devido à pandemia da covid-19. "Já perdemos muito dinheiro com medidas irresponsáveis", afirmou.

Os profissionais da restauração sentem-se esquecidos e desvalorizados pelo Governo, contestam os testes e certificados à covid-19 porque não são "profissionais de saúde para os realizarem". Sónia Dias é funcionária de um restaurante em Gaia e considera que "não há privacidade para se fazer um autoteste à porta de um estabelecimento". Outro problema é a limitação de horários de funcionamento. Sónia Dias diz que "há restaurantes que precisam de mais um turno de sala" para pagar despesas.

Na Avenida dos Aliados ouviu-se também Daniel Serra, presidente da PRO.VAR: "Não vamos desistir e vamos aproveitar a campanha eleitoral para estar junto deles (políticos) e dizer que precisamos deles". O presidente da associação afirma que o Governo precisa de "criar apoios", como uma "segunda versão do Apoiar.pt, para pagar as rendas", e pede "apoio a fundo perdido dos créditos concedidos que serviram para manter as empresas".

João Sousa é dono de um restaurante em Felgueiras e afirma que sente "um forte receio da população em sair de casa, o que vai retrair a economia". Com a obrigatoriedade dos testes negativos e certificados digitais, afirma que sofreu uma quebra de 60%

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG