Conferências de Matosinhos

Governo quer duplicar economia azul

Governo quer duplicar economia azul

O secretário de Estado das Pescas anunciou ontem que o Governo pretende "duplicar o peso da economia do mar no horizonte do Portugal 2020".

Atualmente, a chamada economia azul representa 3,1% do PIB, cerca de 8 mil milhões de euros. José Apolinário referiu que os três grandes vetores desta estratégia são a Economia, a Soberania e Conhecimento. O secretário de Estado elogiou a iniciativa das conferências pois a "lógica de clusterização pode ser um motor de desenvolvimento e potenciamento de sinergias", garantiu.

José Apolinário garantiu que o Executivo está "firmemente empenhado em apostar no conhecimento do mar como ferramenta de criação de novos negócios", apontando como possíveis caminhos a seguir a exploração de atividades económicas marítimas emergentes como as energias renováveis ou as novas fileiras tecnológicas como a robótica aquática. Uma das apostas para promover este setor será o programa MAR 2020 e a criação de um Fundo Azul para "alavancar investimentos ligados a start-ups" da área do mar.

Conferências de Matosinhos