Conferências de Matosinhos

Há bullying em lares de idosos

Há bullying em lares de idosos

Normalmente, o bullying - uma intimidação ou humilhação continuada - é associado aos jovens, mas a verdade é que também existe na terceira idade. A revelação foi feita ontem por José Ferreira-Alves, investigador da Universidade do Minho. "Não há ainda dados, mas é uma coisa que eu sei que acontece", afirmou, à margem das conferências.

Para o investigador, o fenómeno tem tendência a surgir sempre que pessoas diferentes vivem ou partilham o mesmo contexto. Isso acontecerá nos lares de idosos, tal como nos colégios internos ou nas Forças Armadas. "Há pessoas que têm mais poder, capacidade de liderar, que conseguem manipular mais opiniões a seu favor contra uma pessoa que não gostam e pode haver alguma crueldade", detalhou. Por isso, esta é "uma hipótese de trabalho que merece ser colocada e estudada" até porque temos uma incidência de maus-tratos a seniores muito elevada.

Segundo a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), 39% dos idosos portugueses são vítimas de violência, o que deixa o nosso país entre os cinco piores dos 53 analisados (cuja média é de 28%).

Também na questão dos maus- -tratos graves estamos na lista negra: a média é de 5,5%, enquanto Portugal tem uma percentagem de 10,5%. "Estes maus-tratos surgem associados à desvalorização da idade avançada e a uma série de preconceitos como serem pessoas que não contribuem para a sociedade e estão a roubar dinheiro dos outros com as suas pensões", explicou Ferreira-Alves.

A situação pode ser ainda mais grave pois, segundo um estudo citado por Maria Angel Muntal, chefe do Gabinete de Segurança da Generalitat da Catalunha, "apenas 9% dos idosos é que se queixam à Polícia". Por outro lado, alertou que "50% dos idosos vítimas de maus- -tratos queixam-se a outros profissionais, por exemplo médicos ou assistentes sociais, mas o sistema não consegue dar seguimento a esses e lamentos".

Conferências de Matosinhos

Outras Notícias