O Jogo ao Vivo

Polícia

Carlos Godinho confirma almoço com Carlos Cruz

Carlos Godinho confirma almoço com Carlos Cruz

O responsável pelas selecções da Federação Portuguesa de Futebol, Carlos Godinho, confirmou hoje, no julgamento do processo Casa Pia, ter almoçado no Algarve com o arguido Carlos Cruz a 20 de Março de 1999.

A defesa do apresentador de televisão tinha requerido que fossem ouvidos como testemunhas responsáveis da FPF, com o objectivo de comprovar que Carlos Cruz almoçou com António Boronha e com Carlos Godinho num dia em que o principal arguido do processo, Carlos Silvino ("Bibi"), afirma ter visto Cruz em Elvas, onde alegadamente ocorreram abusos sexuais com menores da Casa Pia.

No dia 20 de Março de 1999, Carlos Cruz afirma ter almoçado em Quarteira com os dois responsáveis da Federação, juntamente com a filha, antes de ter assistido à final do Mundialito de futebol feminino, o que foi hoje confirmado em tribunal por Carlos Godinho.

PUB

A sessão, que decorreu no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, terminou com a apresentação por parte do advogado de defesa de Carlos Cruz, Ricardo Sá Fernandes, de dois longos requerimentos, um dos quais suscitou o protesto do procurador do Ministério Público João Aibéo, alegando que a "própria formulação do requerimento é ilegal na medida em que avança informação que é vedada ao tribunal".

O procurador discordou ainda do facto de o tribunal não ter aceite o pedido para interromper a meio a leitura do referido requerimento da defesa de Carlos Cruz.

Agora o tribunal tem até dia 27 de Agosto para se pronunciar sobre o requerimento do MP. O início das alegações finais do julgamento de pedofilia da Casa Pia estão marcadas para 18 de Setembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG